Edital seleciona 02 bolsistas para APABF

https://www.funape.org.br/site/noticias/lista_noticia.php?bmlkPTMxMzQzMjMxMzI=

 

 

1a Ekko Gincana da APABF integra escolas de Garopaba

O Gaia foi cenário da 1ª Ekko Gincana da APA da Baleia Franca que integrou mais de uma centena de estudantes e professores, representando onze escolas de ensino fundamental da rede municipal de ensino de Garopaba. A Ekko Gincana foi uma iniciativa das instituições conselheiras Instituto Ekko Brasil/Projeto Lontra e da Fundação Gaia – Legado Lutzenberger.

A Ekko Gincana engajou as entidades conselheiras da Unidade de Conservação e instituições parceiras em prol do território, ampliou o conhecimento sobre a biodiversidade ao mesmo que despertou a empatia pelas espécies da região e também fomentou boas práticas associadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável -ODS.

Na abertura da gincana, a analista ambiental do ICMBio, Deisi Balensiefer, deu as boas-vindas aos participantes em nome da APA da Baleia Franca. Deisi chamou atenção para as memórias que ficam das gincanas que participamos e como essas atividades em equipe, envolvendo brincadeiras e atividades de educação ambiental, marcam os participantes deixando boas lembranças que nos acompanham por toda a vida.

O evento resultou da soma de esforços de instituições conselheiras da APA Baleia Franca/ICMBio: Instituto Ekko Brasil/Projeto Lontra, Fundação Gaia/Legado Lutzenberger, Instituto Australis, R3 Animal, Associação Pro- CREP  e parceiros: Projeto Toninhas, Projeto TAMAR, Grupo Desbravadores Gaivotas do Sul, Risco Zero Adventure e Jean Vasconcellos/condutor ambiental. Os estudantes foram divididos em 05 equipes (Baleia, Toninha, Tartaruga, Lontra e Lobo) participando de um circuito de atividades.

Cada uma das dez instituições participantes levou materiais, maquetes, jogos e brincadeiras ligados às suas áreas de atuação. No estande do Projeto Lontras, uma grande lontra de pelúcia virou cenário para fotografias com as crianças, que também se divertiram com jogos e brincadeiras envolvendo conhecimentos sobre a espécie. O Projeto Toninhas levou também vídeos e aplicativos voltados à proteção da toninha, uma das espécies de cetáceos mais ameaçadas do planeta. O Instituto Australis abordou a baleia franca, grande estrela da diversidade biológica abrigada na APA e razão de ser da unidade de conservação, com réplicas, informações e brincadeiras. O TAMAR levou réplicas de tartarugas marinhas feitas de fibra de vidro em tamanho natural e também material biológico, como ovos e filhotes coletados e preservados em vidros. A Associação R3 Animal focou no atendimento dado a animais feridos e na interface entre atividades humanas e riscos à fauna, em especial as questões do lixo, poluição e pesca predatória. A reciclagem foi tratada pelo PRO-CREP, que atua em Palhoça desde 1992, reciclando diversos tipos de materiais dando nova vida a objetos e produtos reaproveitados e transformados em arte e utilidades, com muita criatividade.  No Gaia, as crianças também conheceram tecnologias alternativas, como o banheiro seco, painéis solares e agroecologia entre outras atividades sustentáveis utilizadas e divulgadas pela Fundação.

E o almoço foi providenciado pelo Grupo Desbravadores que demonstrou preparo de alimentos em um tipico acampamento de escotismo. E Jean Vasconcelos, condutor ambiental, demonstrou os princípios que regem um voo de parapente.

Um dos momentos mais esperados pelos estudantes que participaram da Ekko Gincana foi a MaraToninha: corrida de 2 km em meio as matas do Projeto Ambiental Gaia Village. A atividade foi facilitada pela equipe do Projeto Toninhas, que tem sede na Baia da Babitonga, em São Francisco do Sul e desenvolve pesquisas com a Toninha no território da APABF. A Risco Zero Adventure montou estrutura e apoio logístico de uma verdadeira prova de corrida, o que conferiu emoção de Maratona aos pequenos atletas que participaram com muito entusiasmo.

O chefe da APA da Baleia Franca, Caio Eichenberger, foi convidado a participar da premiação. “É uma satisfação ver um evento tão grande ser realizado por instituições parceiras além daquelas que participam do conselho da APA da Baleia Franca com foco no território, isso mostra o comprometimento das entidades com a aproximação entre a sociedade e unidade de conservação, em consonância com as diretrizes do Plano de Manejo da APA, de forma voluntária e envolvendo as novas gerações, é um verdadeiro presente para o território e para o Instituto Chico Mendes”, avalia Eichenberger.

Confira os Cinco primeiros que chegaram na frente:

Masculino:
1o Lugar: Vitor Alexandre (EMEF Constância Lopes)
2o lugar: Guilherme Ismael (EMF Pinguirito)
3o Lugar: Guilherme Balbi (EMEF Norberto Floriano)
4o lugar: Kauã Gabriel Dantas (EMEF Constância Lopes)
5o lugar: Arthur Silveira (EMEF Ary Manoel)

Feminino:
1o lugar: Brenda do Nascimento (EMEF Constância Lopes)
2o lugar: Flor de Maria Frota (EMEF Jandira da Silva)
3o lugar: Ana Livia Nascimento (EMEF Januário Ferreira)
4o lugar: Laura Antunes (Centro Educacional Ibiraquera)
5o lugar: Coralina Carderon (EMEF Agostinho Botelho)

Alesandra Bez Birolo, do Projeto Lontras, que organizou o evento, explicou que “a idéia é que a comunidade conheça a unidade de conservação, as espécies que aqui vivem, pois não é possível amar aquilo que não se conhece, por isso é importante trazer a comunidade escolar, para que tenha contato direto com os valores da APA da Baleia Franca e se envolva com este território que amamos, um território, nove municípios e muitas espécies, todos envolvidos na conservação do ambiente e da cultura locais.”

A Ekko Gincana teve apoio da Secretaria Municipal de Educação de Garopaba e Petrobrás Ambiental.